Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 119
Pontos : 225
Data de inscrição : 13/12/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

[Cinema]'O lamento' contrapõe religião, fé e espíritos em um dos grandes terrores do ano

em Qui Dez 22, 2016 10:18 am
Terceiro longa de Na Hong-jin explora folclore coreano em enredo sem respostas fáceis.



Há alguns anos o cinema coreano tem ocupado um lugar de destaque no cenário cinematográfico mundial, principalmente por suas narrativas bizarras e fantásticas. “O lamento”, filme de terror que estreia nesta quinta-feira (22) no Brasil, é mais um ótimo exemplo dessa tendência -- e, como a realidade da Coreia do Sul surpreendentemente alcançou a ficção em 2016 com a história da presidente envolvida com um suposto grupo xamânico, a produção do diretor Na Hong-jin até ajuda a entender um pouco o que está acontecendo.

Acompanhando o protagonista (Kwak Do-won), um atrapalhado policial de um vilarejo do interior, o espectador também sofre para decidir se a série de assassinatos violentos aparentemente sem ligação pode ter causas naturais ou se há algo sobrenatural por trás -- enquanto se mantém dividido entre confiar ou não, assim como a população local, no estranho velho japonês (Jun Kunimura, maravilhoso) que se mudou para a região, mais ou menos na mesma época do início do surto de violência.

Com isso, o terceiro longa escrito e dirigido pelo cineasta constrói com habilidade uma atmosfera de tensão e suspeitas que incrivelmente se sustenta até o final. O mistério do filme supera o habitual “quem é o vilão” ao jogar com as possíveis identidades de mocinhos e bandidos, apoiado num preconceito histórico entre coreanos e japoneses.



Entre tantas dúvidas, “O lamento” explora ainda o folclore nacional, pouco conhecido quando comparado ao de Japão ou China. É importante não assisti-lo com ideias pré-concebidas do que é um fantasma, um espírito, ou até mesmo um demônio. É difícil discutir esse aspecto sem entregar grandes spoilers, mas, para a melhor compreensão da complicada trama, esquecer conceitos ocidentais do sobrenatural é uma boa ideia.

Em resposta a essa espiritualidade do enredo, Na Hong-jin ainda retrata a complexidade de um país cuja maioria da população se declara não filiada a religiões institucionalizadas -- o xamanismo é considerada a fé tradicional dos coreanos. E enquanto a crença recebe uma das sequências mais belas e perturbadoras do filme em um longo ritual de exorcismo, ela é diretamente oposta ao cristianismo, na forma de um padre que afirma que a Igreja não pode ajudar o protagonista.

No meio de tantos conflitos -- bem e mal, xamanismo e cristianismo, material e espiritual --, “O lamento” não é exatamente um terror tradicional, com sustos ou monstros, mas a habilidade de seu diretor facilmente o coloca entre as grandes produções do ano. Uma que talvez não seja entendida na primeira assistida -- eu com certeza precisei de mais algumas visitas a Goksung, o vilarejo que batiza o nome original do filme --, mas que ensina rápido que às vezes é importante confiar em seus instintos.

fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/o-lamento-contrapoe-religiao-fe-e-espiritos-em-um-dos-grandes-terrores-do-ano-g1-ja-viu.ghtml

_________________
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 152
Pontos : 248
Data de inscrição : 14/12/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: [Cinema]'O lamento' contrapõe religião, fé e espíritos em um dos grandes terrores do ano

em Qui Dez 22, 2016 10:23 am
Apesar de não gostar de filmes de terror, parece muito interessante.

_________________


Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum