[Poema] Rédeas do Fado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Poema] Rédeas do Fado

Mensagem por HelenaRibeiro em Dom Dez 18, 2016 8:35 am

Chegou a manhã do contentamento.
Adestrada no seu cantinho.
É baixo e escondido o lamento.
De quem não encontra o caminho.

O tempo é implacável.
A sociedade é exigente.
A humanidade é lamenável.
Cada um é adjacente.

Liberta-te desse fado!
Caminha pelos teus desejos.
Transforma o teu passado
num grande festejo.
Constrói o teu futuro
no lugar mais seguro.

_________________


avatar
HelenaRibeiro
Admin
Admin

Mensagens : 150
Pontos : 244
Data de inscrição : 14/12/2016
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Poema] Rédeas do Fado

Mensagem por Shintaro em Dom Dez 18, 2016 1:14 pm

Não pude deixar de rememorar os sons dos fados portugueses tão belos. Aliás, gosto muito do fado loucura: "Sou do fado, como sei, vivo um poema cantado, de um fado que eu inventei; a falar, não posso dar-me, mas ponho a alma a cantar, e as almas sabem escutar-me; Chorai, chorai amor, poetas de meu país, troncos da mesma raíz, da vida que nos juntou". Sempre ótimas poesias, querida Lenita.

Continue!

beijos

Shintaro

Mensagens : 35
Pontos : 57
Data de inscrição : 14/12/2016
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum